TOCA RAUL

Uma Singela Homenagem ao Pai do Rock Brasileiro!

RAUL ROCK SEIXAS!

E lá estava eu, próximo da Pedra do Gênesis, sobre minha cabeça uma enorme placa possuía a inscrição: “A Sociedade da Grã-Ordem Kavernista Apresenta Sessão das 10“, e eu balancei triste, assustado, enquanto eu tocava mentalmente os “24 Maiores Sucessos da Era do Rock“, aquele dia, que havia começado normalmente, seria conhecido pra sempre como “O Dia em que a Terra Parou“!


10 Mil Anos Atrás (Sim, Eu Nasci a 10 Mil Anos Atrás).

- Por quem os sinos dobram? – Questionou o Carpinteiro do Universo aos Super-Heróis, moveram a cabeça indicando duvida.

- Por quem?

- Pelo “Meu Amigo Pedro!” – Nenhum dos heróis compreendeu o que o carpinteiro quis dizer, seus olhares curiosos se mantiveram sobre ele enquanto ele suspirava e sua forma mudava.

- Eu sou uma Metamorfose Ambulante, incapaz de manter uma forma física constante, mas em todas as formas que tomo noto que vocês continuam cometendo os mesmos erros!

- Nós? Os Heróis?

- Vocês, os Humanos!

- Espera ai! – Pronunciou-se um dos heróis – Se é assim, Eu Também vou Reclamar, você quem nos criou dessa maneira, você deveria imaginar que todos agiríamos de formas como essa, desde Al Capone até Rauzito e os Panteras.

- Reconheço que o projeto possui falhas, mas vocês deveriam ter se esforçado mais pra melhorar, de uma forma ou de outra vocês tem um serviço a fazer!

- E que serviço é esse? – Questionou.

- Um serviço no futuro!

La estavam os heróis Dr. Paxeco, Vera Verinha e o seu líder o Maluco Beleza, estavam na China, aproximaram-se de um homem sentado, com quem haviam sido incumbidos de falar.

- Quem é você?

- Quem sabe – Respondeu o Sábio Chinês – Talvez eu seja uma borboleta, e talvez eu seja um Sábio Chinês! – Afirmou calmamente.

- Acho que ele é o criador do Conto do Sábio Chinês – Comentou o Maluco, o sábio sorriu e meneou a cabeça positivamente.

- O que fazem aqui? – Questionou o sábio.

- Procuramos a Loteria da Babilônia, dizem que um grande evento acontecerá lá!

- Um evento fora do tempo e do espaço – Comentou o sábio – Se desejam ir até lá deveram entoar o Canto!

- O canto? – Questionou Vera.

- Não, isso é loucura! – Disse o Doutor.

- Do que estão falando?

- O Canto para minha morte – Comentou o Maluco – Para alcançar esse local teremos que morrer.

- Vocês estão ficando malucos?

- São ordens do Carpinteiro do Universo… Teremos que obedecer! – Comentou o Maluco, o silêncio durou pouco tempo.

- Tudo bem! – Afirmou o Doutor.

- Excelente – Falou o sábio se levantando, seus olhos quase fechados se abriram e uma luz os deixou, tudo se iluminou.

Todos estavam lá, todos os figurões do universo, esperando pelo inicio da Reunião da Grã-Ordem começar, a reunião que definiria o vencedor da Loteria da Babilônia, todos os figurões estavam lá, Pastor João e a Igreja Invisivel, a Sociedade Alternativa, o Moleque Maravilhoso, Judas, Angêla, o Carimbador Maluco, o Cowboy Fora da Lei, os Cavalos Calados, além é claro de nossos heróis.

- Be-Bop-A-Lula - Disse o líder da Grã-Ordem iniciando a reunião, como resposta obteve de todos os membros:

- Krig-ha, Bandolo!

- Gita! – Falou!

- O Rebu! – Responderam.

- Meus irmãos, o Novo Aeon está chegando, a Mata Virgem foi imaculada, e a loteria vai começar, o prêmio não será Ouro de Tolo, o Triste Mundo pode nos ouvir, isso não é Brincadeira, aguardem Um Minuto Mais e começarei o sorteio, espero que todos estejam com seus números em mãos! – Todos estavam, a loteria foi sorteada, cada candidato possuía um cartão com um numero de três dígitos, seriam sorteados três números separadamente e a sequencia em que saíssem definiria o vencedor da loteria, os números foram sorteados em ordem:

- Seis! – Pronunciou o líder da grã-ordem – Seis! – Disse ao sortear o numero seguinte – SEIS! – Disse por fim, todos pararam enquanto uma risada grave se ouviu, o planeta parou de se mover, e todos sentiram medo enquanto uma panela surgia do chão e se materializava na frente de todos, era a Panela do Diabo, o som que todos ouviram em seguida foi o Rock do Diabo, enquanto a tampa da panela se abria, e sua mão enorme saia em busca da Pedra do Gênesis, o prêmio da loteria, os heróis se lançaram contra a panela, alguém enviou um chamado de S.O.S. Mas nesse momento um dos heróis  gritou.

- PROVE QUE OS NÚMEROS NÃO SÃO 999 – Todos pausaram e ele mostrou em sua mão o numero 999, o homem que havia feito o sorteio encarou as bolas e notou que de facto a marca indicava que se tratava de uma sequencia de noves e não de seis.

- Ele tem razão – A panela se fechou e o diabo desapareceu, aquele havia sido o dia em que o mundo havia parado, e agora o mundo voltaria a se mover.

- Parabéns – Disse o homem que fizera o sorteio – Podem pegar o Metrô linha 743 para voltar pra casa.

- Mas estamos mortos.

- Vocês são heróis, vocês são idéias, não há como matá-los, vocês conseguiram a pedra, Aos Trancos e Barrancos, mas se querem voltar devem se apressar, O Trem das 7 passará em alguns minutos.

- Os heróis agradeceram e foram até onde o homem indicou que seria o metrô levando a pedra consigo, estava chovendo.

- É como vovó já dizia, saia sem se molhar – Comentou o Doutor.

- Eu tenho medo da chuva – Comentou o Maluco e seguiram em silêncio até voltarem para a vida, cansados correram até um restaurante para escapar da chuva, com seus corpos frios e molhados pediram uma sopa grande, dividiram, mas enquanto comiam notaram uma Mosca na Sopa, reclamaram ao garçom que apenas disse com sua Dentadura Postiça:

- Que Para Nóia, vocês nada sabem das Aventuras de Raul Seixas na Cidade de Thor, ficaria grato se parassem de me chamar por cada Maçã que cai da árvore.

- Qual é cara, tem uma Mosca na Sopa, você não pode fazer nada? Tente Outra Vez, faça uma sopa sem mosca!

- Eu sou egoísta, eu sei disso! – Afirmou o garçom – Eu sou O Homem, eu vejo Os Números.

- Então o Maluco o reconheceu – Você é o Pedro? – O homem sorriu, finalmente eles haviam entendido.

- Sim! – Respondeu, todos se encararam com um sorriso, olharam seus pés, de fato ele usava o Sapato 36.

- Que Luz é Essa? – Perguntou Vera, os olhos de Pedro brilharam como os do Sábio Chinês anteriormente e ele disse:

- Tapanacara!

- Meu Deus! As Profecias! Eu posso ver – Disse Vera.

- Conserve seu Medo! – Ordenou o Doutor.

Eles ouviram o Réquiem para uma Flor e desapareceram de lá.

Estavam em sua casa, na cede dos heróis, dormindo, o telefone tocava, eles abriram os olhos, o Maluco tomou o telefone em mãos.

- D.D.I. (Discagem Direta Interestelar), para aceitar, continue na linha, após a identificação.

- Alô?

- Alô aqui é do céu, quem ta na linha é Deus, to vendo tudo esquisito o que que há com vocês?

Após uma longa discussão sobre o Capim Guiné, a Lua Cheia, Um Messias Indeciso, o Canceriano sem Lar e a Lei, eles determinaram que o Maluco deveria ir ao hospital fazer um Check-Up.

Ao chegar lá, ele foi por alguma razão amarrado e jogado em uma cela acolchoada.

“Relatório médico:

O Paciente indica um sério distúrbio psiquiátrico, um quadro provavelmente de esquizofrenia grave, continua cantando trechos de musicas de Rock Brasileiro, e demonstra um enorme complexo de Messias”.

A história desse homem foi usada para se escrever um Best Seller que foi o mais vendido de Anarkilópolis.

Let Me Sing My Rock and Roll!

“Depois que você se foi
A música não mais tocou
Aquele sentimento claro
Tão místico e simples que você passou pra mim, pra nós” (RAMALHO, Zé)

Comentários

Comentários!