Steam é o futuro – o Triunvirato a Vapor.

 

"Milhares de jogos. Milhões de usuários. Tudo que você ama na Steam"

“Milhares de jogos. Milhões de usuários. Tudo que você ama na Steam”

Steam OS, na tradução para português direto, SO SteamA gigante dos games de PC está para lançar um sistema operacional próprio, para trazer mais vantagens ao rodar os jogos que a plataforma de games e aplicativos possui.

Tudo em um só lugar

Tudo em um só lugar

A idéia por trás do Steam Os é que, assim como há máquinas específicas e sistemas particulares para determinadas tarefas, uma pessoa comum possa ter um sistema exclusivo e específico para jogos. Assim, a peformance é melhorada ao se fazer somente aquilo que deverá/precisará ser feito, o sistema não irá desperdiçar RAM e/ou CPU com o scheduler de update do Avast, da Adobe, vírus processos em excesso do Chrome e os serviços do governo de acessar sua webcam pra ver tetinhas. Um sistema limpo e seguro, baseado no bom e velho pinguim Linux, o software será gratuito para quem quiser ter uma estação de jogos em sua casa.

Todos por um sistema livre!

Todos por um sistema livre!

No site, eles não falam muito além do que já falei e que você poderá dividir seus jogos com a família e que eles conseguiram uma performance de vídeo incrível no sistema e agora estão trabalhando no áudio. A plataforma irá possibilitar streaming de jogos do seu PC ou Mac direto para a TV através dela e o sistema foi desenvolvido com foco na TV e sala de estar.

SteamOS-Hardware-680x428

Tão grande está se tornando a cultura global de games que estão sendo feitos diversos aparatos para satisfazer cada vez mais os adictos. Outros exemplos, como o Omni, Oculus Rift, e diversos outros kickstarters, estão sendo feitos e fortemente apoiados, o que reflete não só o crescimento cada vez maior da indústria, mas também o apoio das pessoas que estão cada vez mais interessadas e dispostas a gastar com jogos virtuais.

Agora é opinião minha, pura especulação e um devaneio meio errante, mas pode ser que a Steam esteja lançando esse sistema e deus-sabe-lá-o-que-mais para competir com os consoles, talvez não dessa geração, mas da próxima. Afinal de contas, um Xbox é um Xbox, um PS3 é um PS3, um Wii é um PS2 com controle remoto Wii, agora PC meu amigo…. PC não tem nada unificado, nada que possa ser característico senão os preços exorbitantes das placas de vídeo. O que falta para jogos de computador é algo que os configure como instrumento de jogo. Versatilidade sempre foi, de fato, a mais abençoada característica de um PC gamer, eu mesmo incluo minhas orações ao altar do Deus dos Games, mas no final das contas, a sensação de se estar jogando um console é diferente de se estar jogando num PC onde você trabalha, joga, faz pesquisas, se masturba, conversa com pessoas, etc etc. Talvez a Steam faça uma aliança, um acordo com alguma fabricante de computadores e comece a vender suas próprias máquinas.

SteamOS1

Segundo a própria empresa, a Steam possui um plano de 3 fases e o Steam OS é a fase 1. Com nada além de uns logos maneiros e a breve explicação de que o próximo passo é aproximar os usuários dos desenvolvedores, a empresa deixa muito em aberto para imaginarmos de tudo quando se refere às próximas fases. Mas pelo visto, assim como o Google domina na área dados e informações e o Facebook (meh, nem tanto vai) na de interação entre pessoas na internet, a Steam está querendo dominar a parte de entretenimento. Eles afirmam estar integrando todos os grandes serviços de mídia(filmes, músicas, vídeos, etc) e querendo focalizar tudo em um só ponto. Se tornar o centro do entretenimento do Século XXI. Ou XXII, vai saber né. Quem sabe a terceira fase seja controle total e completo da vida humana. Skynet taí né gente.

Running on Steam (cara, belo slogan.)

Running on Steam
(cara, belo slogan.)

As profecias foram concretizadas

Já estava marcado para ser postado dia 1º de Outubro este texto exuberante quando me deparo com a agradabilíssima notícia:

beta

E de repente todas as esferas de luz misteriosas, antes apagadas, estão, agora, acesas.

Capture

 

E o que trazem as luzes? Bem, trazem asboas  novas. As Steam Machines. Segundo passo do triunvirato a vapor.

Running on Steam (cara, belo slogan.)

Running on Steam
(cara, belo slogan.)

Não, dessa vez não é um Terminator. Nada mais é do que máquinas com especificações escolhidas pela Steam, fabricadas por diversos fabricantes, prontas para serem vendidas em 2014. Assim como o software (SteamOs), as máquinas não serão proprietárias, ou seja, quem quiser abrir, hackear, mudar e zoar a bagaça, bem vindo ao clube. A ideia da Steam é fazer com que os jogadores e usuários tenham a liberdade de ver o que tem por trás dos panos e mudar o que bem entender. No fundo, é basicamente é um pc normal, com as configs da Steam.

SteamOS-Hardware-680x428EEEEEEEEEEEEEEEEE você pode se inscrever para o Beta.

Por último, o terceiro golpe na indústria de entretenimento digital, o Steam Controller

Diversos videojogos aew djow.

Diversos videojogos aew djow.

Isso mesmo. Um sistema operacional, máquinas próprias (lembrando que serão várias especificações, feitas por diversas fabricantes) e agora um controle. Pronto. A Steam tem seu próprio “console PC” para concorrer no mercado físico de games.

Um controle maneiro e descolado

Um controle maneiro e descolado

E, novamente, assim como o sistema e a máquina, ele foi feito para ser aberto, hackeado, alterado e mexido por quem quiser se aventurar a quebrar e comprar um novo.

Open Sourve até nos hardwares

Open Sourve até nos hardwares

Não sei se está ainda meio obscuro ou se fui eu que não entendi direito, mas eles estão desenvolvendo alguma magia negra para fazer um esquema super maneiro de trackpads (são trackpads tipo de notebook, não sticks como dos controles convencionais) para responder com vibração, force-feedback (ele faz uma força pra dar aquela impressão de whatever, sei lá como explicar isso) e outros fatores para dar mais sensação tátil aos jogos.

Imbuído também de um ecrã(tela) táctil, o controle é explicado como uma tecnologia alienígena capaz de fazer tudo que ninguém nunca conseguiu fazer e possui 16 botões, 8 dos quais acessíveis sem ser necessário tirar os dedões dos trackpads. O que não ficou muito claro para mim, ou talvez eu devesse ter lido tudo que eles falam, é como será feita a conexão, tendo em vista que serão diversas máquinas, deve ser USB, bluetooth, ambos ou algo que desconhecemos.

Agora é esperar ver como que isso vai ser, porque pelo menos pra mim a parte do SO e do controle são MUITO interessantes. E vocês, estão ansiosos pelo futuro Steam?

Lembrem-se:

E com o Xbox One, com a câmera que nunca desliga, uma verdadeira TeleTela da gloriosa Oceania.

E com o Xbox One, com a câmera que nunca desliga, uma verdadeira TeleTela da gloriosa Oceania.

Comentários

Comentários!