My Little Pony – A Amizade é Mágica

Como vão jovens Bronies.

Só pra deixar claro antes de começarmos:
Não eu não sou um Bronie…
Não eu não sou um Hater…
Não eu não sou gay…
Parem de achar que eu sou o Butch!

My Little Pony

My Little Pony

Bom, então vamos do começo, a algum tempo há esse rebuliço na internet em torno de uma popular série de desenho chamada My Little Pony: Friendship is Magic, da animadora norte-americana Lauren Faust, ela trabalhou com o genial Craig McCracken, criador de Meninas Superpoderosas e Mansão Foster Para Amigos Imaginários em ambas as séries, o que você pode notar pelo traço um tanto similar.

A Criadora de My Little Pony

A Criadora de My Little Pony, Tyler curte ruivas!

Sobre o que fala a série?

Sobre pôneis e a amizade ser mágica…

Entendam, antes de começarem os ataques a sexualidade da série (desde quando uma série pode ter sexualidade?) Pôneis são animais extremamente másculos! Acredite! Quer uma prova? Pois bem:

Genghis Khan

Genghis Khan

O exército mongol de Genghis Khan montava em pôneis!

Mas é claro que uma série infantil não trata das batalhas do exercito mongol invadindo e destruindo outros povos para anexá-los a seu território, mas deveria.

Bem antes de começar a falar da série, é sempre bom lembrar que o artigo vai conter spoilers:

Spoiler Alert!

Spoiler Alert!

A série trata de uma pônei chamada Twilight Sparkle indo até Ponyville com seu assistente e amigo o jovem dragão Spike , para aprender sobre a magia da amizade, mas ao chegar lá a Alicórnio (Misto de Pegasus com Unicórnio) Maligna Nightmare Moon ataca, ela então deverá usar os Elementos da Harmonia com suas recém conhecidas futuras melhores amigas para derrota-la:

Applejack
: A pônei terrestre cowgirl (ou cowpony no caso) durona, porém meiga, seu Elemento da Harmonia é a Honestidade.

Rainbow Dash:
A pegasus aventureira viciada em adrenalina, seu Elemento da Harmonia é a Lealdade.

Rarity:
A unicórnio vaidosa cujo Elemento da Harmonia é a Generosidade.

Pinkie Pie:
A pônei terrestre cabeça oca e hiperativa cujo Elemento da Harmonia é a Alegria e o ecstasy.

Fluttershy:
A Pegasus tímida e introvertida amiga dos animais cujo Elemento da Harmonia é a Bondade.

Juntas com Twilight cujo Elemento da Harmonia é a Mágica elas derrotam e fazem a redenção da maligna pônei Nightmare Moon.

Luna e Celestia.

Luna e Celestia.

Ta, mais contexto? Tinham duas princesas irmãs Alicórnios, Luna e Celestia, uma erguia a lua e outra o sol, Celestia era celebrada por trazer a manhã, Luna era ignorada por trazer a noite, ela ficou com ciúmes da irmã e se tornou Nightmare Moon, foi então que Celestia usou os Elementos da Harmonia para aprisioná-la da primeira vez.

Ta… Contexto de mais certo?

Isso são só os dois primeiros episódios…

- PORRA TIO PINK, VAI DIRETO AO PONTO, EU QUERO VOLTAR A JOGAR LOL!

Bom, deixe-me explicar, esses episódios são necessários para o contexto, mas são excessivamente corridos, tudo parece um pouco forçado e clichê, isso é ruim? Não necessariamente, a série basicamente trata de clichês, ela usa os pôneis como uma metáfora para relações, vemos nos episódios seguintes o foco mudar para as relações diárias das pôneis, elas se tornam personagens com seus problemas, suas personalidades e seus objetivos, é uma série que trata bem mais de conflitos do dia a dia do que da magia em si.

Eu não posso dizer que a série é ótima, pois particularmente ela não me agrada em muitos aspectos, mas ela não é voltada pra mim, e considerando isso, ela ganha muitos pontos por ser relevante para um publico que teoricamente não era o publico alvo.

discord_vector_by_c_h_loboguerrero_c-d4m2ppw

Discord

Coisas que não gosto em My Little Pony:

Vilões:

A série tem poucos antagonistas e com exceção do Rei Sombra e da Rainha Chrysalis, nenhum é realmente mal, Discord que deveria ser a representação do caos e da entropia é apenas alguém que nunca teve um amigo, então ele tem sua redenção posteriormente o que me incomodou bastante.

Mesmo os dragões que são tidos como selvagens que não seguem as regras dos pôneis parecem mais com adolescentes rebeldes, ou criaturas incompreendidas do que realmente como criaturas más.

Eu não sou contra vilões com tonalidades de cinza, mas a forma como isso foi feito a redenção de certos personagens me pareceu muito forçada.

Cronologia:

A maioria dos episódios não possuem cronologia, é claro que há como entender isso, esses desenhos são feitos para poderem ser assistidos em qualquer ordem sem prejudicar o telespectador, mas isso me da a sensação de que a maioria dos episódios são tempo perdido, mas novamente, eu particularmente não gosto muito desse tipo de história de acontecimentos diários, então provavelmente o problema nesse caso sou eu.

Cuttie Marks:

Aqui é um problema único e exclusivamente meu, as pôneis possuem uma marca lombar que define a sua vocação, ela surge no momento que a pônei descobre o que ela nasceu pra fazer, e ela é única em cada pônei, e embora seja uma ferramenta de roteiro bem funcional, que é bem utilizada, ao meu ver, a ideia em si é muito boba.

Eu sempre tive a sensação que era um artifício um tanto idiota “a marca que define a sua vocação/suas qualidades”, embora os episódios que envolvem as Caçadoras de Marcas, tenham sempre algum sentido, é uma coisa que eu não consigo deixar de achar boba.

Magia:

A magia da amizade é um enorme MacGuffin, na maioria dos episódios a magia é completamente desnecessária, com exceção dos episódios principais na cronologia em que ela tem algum uso, como regra geral, a magia não faz falta nos episódios, e eu digo a magia no sentido mais especifico que os personagens usam, apesar de teoricamente todo unicórnio ser capaz de feitiços, apenas Twilight parece levar isso a sério e estudar a mágica, em suma, no dia a dia, a magia da amizade parece ser apenas uma expressão, o que não seria um problema pra mim, se eles não tivessem definido-a como algo mais palpável ao longo da série.

Mas nem só de ser chato vive o Mr. Pink!

Twilight

Twilight

Coisas que gosto em My Little Pony:

Personagens:

As personagens são bem trabalhadas, embora os episódios em geral me cansem, eles fazem um bom trabalho de personagens, você consegue reconhecer as características de cada uma e ter um personagem preferido.

Cada episódio termina com Twilight (ocasionalmente outras pôneis) escrevendo uma mensagem para a Princesa Celestia com o que aprendeu sobre a magia da amizade, é a “moral da história” de cada capitulo, e você consegue ver sempre um ligeiro amadurecimento de personagem que torna as coisas no mínimo interessantes.

Cronologia:

Os poucos episódios que tem importância pra cronologia chegam a ser mais interessantes, existe um plano de fundo de acontecimentos que mais recentemente mostra a origem dos Elementos da Harmonia, a luta de Celestia e Luna contra Discord, entre outras coisas.

Humor:

A série é muito bem humorada, apesar de ser um humor bem inocente, existe um clima de non-sense que surge ocasionalmente que deixa as coisas bem divertidas.

Fãs

Fãs

Fandom:

Os fãs de My Little Pony são chamados de Bronies (União das palavras Brother e Ponies) e são parte de uma das fandons mais ativas e bizarras que eu já vi, tendo um enorme aproveitamento das fandons furry, ela chega a alguns extremos bizarros e as vezes cômicos, e se você duvida do que eu estou falando:

Bom, eu particularmente não sou grande fã da série, mas imagino que se tivesse assistido quando mais jovem teria gostado mais dela, em todo caso, fica ai para os Bronies de plantão.

Nota final: 8/10.

Para uma série infantil que atingiu um publico adulto enorme.

Agora se me dão licença, vou assistir Centopeia Humana de novo!

Comentários

Comentários!