O Episódio Perdido de Chavez – O Acerto

Essa história chegou a mim por meio de carta endereçada ao escritório do Misinformation, colocarei o texto integral a seguir, vamos lá:

Estava em uma reunião de otakus que ocorre anualmente no ABC, o Anime ABC, porém, ao contrário do que podem pensar essa reunião não junta apenas fãs de anime, mas também fãs de cultura pop em geral, incluindo do seriado Chavez, e lá pelas tantas eu vi um senhor, já de certa idade, usando óculos escuros e uma bengala que levava um saco nas costas e dizia:

- DVDs, CDs ou Cosplays usados quem tem?

Achei-o uma figura um tanto quanto cômica, mas não entendi o porquê dos óculos escuros, ao ir falar com ele descobri que era, cego, dei um pouco de Mupy a ele, e em troca ele puxou um DVD do saco e me entregou dizendo se tratar de um raro episódio perdido da série de TV Mexicana, El Chavo del Ocho, no Brasil apenas Chavez, eu agradeci e levei até minha casa, como fui idiota.

O Acerto!

O Acerto!

Chegando em casa eu abri a caixinha e vi o que era um DVD genérico com letras mal escritas que diziam: Chaves o Acerto, envio uma imagem em anexo:

Chavez: O Acerto

Chavez: O Acerto

Coloquei o DVD em meu aparelho, porém nada aconteceu, o DVD não rodou, sem entender por quê imaginei que o tipo de arquivo não era compatível com meu aparelho e o levei até meu computador presumindo que lá conseguiria assistir.

Era uma extensão que não gravei em minha memória, mas não era muito típica, rodou em um dos meus players e comecei a assistir, a abertura começava mais escura, sem a musica, apenas as imagens passando, mas foi estranho os rostos que iam passando na tela de abertura pareciam tristes e cansados, um pouco abatidos.

Finalmente começava o episódio, a cena estava no pátio da vila, mas não havia ninguém lá, a voz do narrador diz:

“O Acerto”.

Chavez sai do barril e olha para os lados, ele parecia triste e com muito medo, ele anda até a porta do Seu Madruga e bate nela três vezes, a porta abre e Chiquinha sai com uma expressão de tristeza no rosto.

“O Seu Barriga deve estar chegando!”

Comentou Chavez, Chiquinha balançou a cabeça positivamente e se virou pra dentro de casa, o Seu Madruga estava sentado no sofá olhando pra TV parecendo assustado.

“Papai, por favor, vá embora!”

“Não adianta filha, se eu fugisse ele iria me encontrar de algum jeito, e se não me encontrasse ele ia querer descontar em alguém, eu não posso ir e te deixar aqui!”

“Já chegou!”

Seu Madruga olha com seriedade para a criança, dava pra perceber que o ator não estava contente com o rumo que aquela cena estava tomando.

“Vai brincar com o Chavez lá fora querida!”

“Mais pap…”

“VAI LOGO!”

Chiquinha saiu sem fazer sua cena característica de choro após a bronca do pai, parecia que a atriz queria acabar aquilo o mais rápido possível, Chavez sai pra fora da casa com Chiquinha onde eles conseguem ver o Seu Barriga com dois homens segurando facões enormes, o Seu Barriga olha para o garoto e diz.

“Você vai me acertar com uma pancada hoje Chavez?”

Ele balança a cabeça negativamente demonstrando certo receio, os três então passam pelas crianças e vão para a casa, a câmera frisa nos dois e Chiquinha começa a chorar, mas não da forma habitual, ela começa a chorar de verdade, Chavez a abraça e os dois ficam em silêncio, a câmera vai pra dentro da casa onde Seu Madruga aguardava seu algoz, o Senhor Barriga entra, o ator Edgar Vivaz não parecia nem um pouco feliz com a situação, imagino que todos estivessem ali obrigados pelos contratos, eis que ele sussurra algo como:

“Vamos acabar logo com isso”

Então um dos homens puxa a faca e aponta para o Seu Madruga.

“Foi seu ultimo aviso Madruga, pague sua divida, ou vai pagar com a vida”.

“Por favor Seu Barriga eu não tenho o dinheiro, se eu tivesse eu te daria, pode levar qualquer coisa, minhas roupas, meus utensílios, mas por favor… Por favor me dê mais tempo!”

“Você já teve tempo demais, quatorze meses e nada! Estão começando a me desacreditar nas ruas, e eu preciso da minha reputação entende Madruga?”

“Por favor Seu Barriga…”

Um dos homens corta a bochecha de Seu Madruga, o ator começa a chorar, eu não sei se o corte foi real ou não, mas o sangue parecia muito real enquanto escorria pela lâmina da faca.

“Desculpe Seu Madruga, mas você terá o mesmo destino que o Frederico”.

“Mas Seu Barriga, pensei que ele tinha desaparecido no mar!”

“Você também vai, desaparecer como um bom marinheiro!”

Em seguida a cena fica toda escura e só consegui ouvir aquelas risadas do Chavez, aquelas risadas bizarras e indistinguíveis que só aconteciam em Chavez, e é notável que não se tratam de pessoas rindo, parecem panelas ou utensílios domésticos batendo, e o som continua, enquanto aos poucos vai cortando até que eu comecei a ouvir, o grito, era o grito do Seu Madruga, cada vez mais alto, cada vez mais alto, até que ele para de uma vez.

A tela clareia, a cabeça de Seu Madruga está no pátio preso numa estaca, o sangue escorre, o pátio esta vazio, Chavez passa andando por ele e para de frente pra cabeça do Seu Madruga.

“Seu Madruga, a sua vozinha empalava os inimigos em estacas?”

Após isso ele anda até o barril e entra nele, a câmera da um close na cabeça de Seu Madruga, e fica por alguns segundos então finalmente a cena corta e você ouve a risada típica da série.

Quando eu terminei de assistir meu computador reiniciou, quando ele ligou novamente, o DVD estava vazio, ele tinha apagado o que tinha ali, não sei como, eu não sei o que esse episódio significa, ou não estou conseguindo dormir direito, sempre sonho com a cabeça de Seu Madruga olhando pra mim, estou com medo, eu pesquisei na Internet e não achei nada relacionado a esse episódio, por favor…

Se alguém souber de algo, envie um e-mail para chavezoacerto@hotmail.com.br

O texto acaba ai, tentei contactar o rapaz, mas não consegui nada.

Bom pessoal, era só isso mesmo, qualquer novidade eu os notifico!
Até mais.

Comentários

Comentários!