Não me abrace, estou com medo 4

Esse artigo foi publicado originalmente em Abril de 2015, mas devido a um infeliz incidente envolvendo gasolina e suco de laranja, ele precisou ser reescrito e republicado, após o artigo ser publicado conseguimos recuperar o post original, como este já estava escrito o original foi republicado aqui.

Finalmente!!!

Se você não sabe o que é a série Don’t Hug Me I’m Scared, seguem os links abaixo:

Primeiro vídeo
Segundo vídeo
Kickstarter
Terceiro vídeo

E se você ainda não viu o quarto episódio da serie, eu espero você ver:

Vamos lá!

O episódio começa com os bonecos sentados em uma mesa jogando algum tipo de jogo de tabuleiro.

Jogando.

Jogando.

Veremos no decorrer do vídeo, que desta vez o destaque será dado ao boneco vermelho, como foi dado ao boneco amarelo no video anterior.

Minha vez!

Minha vez!

Ao fundo podemos ver na estante diversos objetos que estavam no cenário do primeiro vídeo, o boneco vermelho diz que é a vez dele de escolher uma carta, eles estão jogando o que parece um jogo de tabuleiro com perguntas e respostas.

Olhos.

Olhos.

Algumas coisas aqui já nos mostram o caminho que o vídeo vai seguir, temos uma xicara com aveia, que será importante mais a frente, e o que parecem olhos nas extremidades dos tabuleiros, bonecos com olhos e uma pequena lupa com a palavra “FUN” – Diversão em inglês – ao lado.

Bem, talvez você se lembre de outro alguém que usou uma lupa pra controlar os personagens:

O Bloco de Notas.

O Bloco de Notas.

Além disso, durante o vídeo vamos notar que cada uma e todas as coisas parecem estar olhando para os bonecos.

Bem, o boneco vermelho pega uma carta e diz a pergunta, pois aparentemente, como disse antes, é um jogo de perguntas e respostas, e no caso a pergunta é:

“Qual a maior coisa do mundo?”

Ignorando todas as piadas infames que vocês imaginaram relacionadas aos seus respectivos orgãos genitais, essa pergunta é bem interessante para o vídeo.

Maior?

Maior?

Os bonecos não fazem ideia da resposta, e nessa imagem podemos ver desde uma caixa de leite contendo a foto dos bonecos com a notação de que eles estão desaparecidos, até a pequena imagem de Malcolm o rei do amor do vídeo anterior.

Sei lá...

Sei lá…

Os bonecos não fazem ideia do que seria, vemos ao fundo que como de costume é dia 19 de junho, e vemos uma foto do boneco amarelo com seu pai, o boneco vermelho então diz:

“Se houvesse uma forma de termos mais informação sobre o mundo…”

Gilbert...

Gilbert…

A camera focaliza em um globo que estava parado no local, como se ele fosse ser revelado como sendo o professor da aventura, vemos sobre ele as letras que formam a palavra “creative” do primeiro video, e um interruptor que também parece possuir olhos.

Após alguns segundos de espera o globo finalmente adquire vida.

O globo.

O globo.

“Ei olha…”

Diz o boneco amarelo e é interrompido por outra voz:

Colin, o computador.

Colin, o computador.

Bem, vamos explicar a piada, antes do video ser lançado Becky Sloan, uma das criadoras da série havia postado em seu twitter uma imagem do globo dizendo:

“Este é Gilbert o Globo”.

De forma que quando ele apareceu todos imaginaram que ele seria o professor deste vídeo, mas antes que ele pudesse dizer algo foi interrompido pelo computador, o verdadeiro professor deste video.

Ele começa a cantar dizendo ser um computador, que pode lhes dar muitas informações, ele então diz que dentro de sua mente há uma mente digital:

DHMIS9

Mente digital…

Nojento…

DHMIS10

Talvez você possa…

O boneco vermelho pergunta se o computador pode ajudá-los a responder a pergunta, mas Colin o interrompe antes que ele possa completar a frase.

Também notamos que os mesmos olhos que vimos no tabuleiro estão no tapete da sala, além de um olho no centro do mesmo.

19/06

19/06

O computador se diz inteligente, sendo capaz de contar até cinquenta num piscar de olhos.

Ele mostra um quadro com número ordenados aleatóriamente onde na penultima fileira podemos encontrar 19/06/55 a data cabalistica que vemos desde o inicio da série.

Aveia

Aveia

Ele então mostra uma impressora imprimindo a imagem de um pote de aveia, ela também possui olhos como tudo mais na cena.

Aqui, aos poucos vamos vendo o tema do vídeo tomar forma.

19/06 de novo.

19/06 de novo.

Ele diz que é capaz de falar o tempo, a ave verde repete a palavra tempo como se estivesse se lembrando de algo do segundo video da série.

Jornal.

Jornal.

Podemos observar no jornal – que possui a data 19 de junho – algumas reportanges, mas quando o computador passa a lupa por cima, ele mostra o que ele quer que você veja:

Propaganda.

Propaganda.

Uma propaganda de aveia, novamente a lupa sendo usada para que você não veja algo como realmente é, mas como querem te mostrar.

O boneco vermelho então diz que eles já tem um computador:

Notebook.

Notebook.

Mas Colin o interrompe novamente, é possivel notar que o video trata da critica ao mundo digital e a forma como lidamos com ele, por exemplo, não importa o quanto tente obter uma informação, o computador sempre começa a falar de coisas que ele não quer saber e que não o interessam.

Passamos por isso comumente, entramos na internet para pesquisar uma determinada coisa, ou sobre um determinado assunto, e vamos sendo levados por links e propagandas para lugares com informações completamente diferentes.

Redes sociais.

Redes sociais.

Outra critica é ao quanto nos expomos na internet, Colin diz que para continuar precisa de algumas informações, como o nome dos personagens, onde eles vivem e o que eles gostam de comer, novamente mostrando uma imagem de aveia.

Isso é o quanto nos mostramos nas redes sociais, nossas fotos, interesses, as coisas que fazemos, acabamos revelando tudo isso, isso também é a explicação do porque a tantos olhos no video, espalhados por todos os lados, somos observados a todo momento, tudo o que fazemos online é visto por dezenas, centenas ou milhares de pessoas.

Colin prossegue sem nem permitir que o boneco vermelho fale algo:

Cores!

Cores!

Ele pergunta entre outras coisas tipos sanguineos, tipo de leite preferido e cor preferida, interessante notar que as cores mostradas são azul, vermelho e amarelo, as duas primeiras eram as cores preferidas dos bonecos verde e vermelho, já o boneco amarelo tinha verde como cor favorita, mas como não era uma das cores apresentadas pelo bloco de notas no primeiro video, ela foi tido como não criativa, já a cor amarela estava na seleção de cores que o bloco de notas havia mostrado no primeiro vídeo.

Não me toque!

Não me toque!

O boneco vermelho fica bravo, pois o computador não para de falar e bate sobre seu teclado o deixando extremamente irritado.

Glitch.

Glitch.

Tudo fica escuro e vemos varios glitchs e bugs acontecendo com o que parecem versões digitais dos personagens.

Glitch...

Glitch…

Eles travando em sequencias repetitivas.

Glitch.

Glitch…

Ou apenas aparecendo deformados.

Glitch.

Glitch.

Pixelados.

Glilbert.

Glilbert.

Vemos novamente aqui Gilbert, o globo.

Mundo digital.

Mundo digital.

E eis que eles são transportados para o mundo digital, todo cheio de números e códigos, no canto direito é possivel ver um relógio que seria Tony, o relógio falante do segundo vídeo.

Isso é um computador.

Isso é um computador.

A partir dai a discussão corre a ideia do que é real, e o que é virtual, o que diferencia uma coisa da outra.

Como pode ser?

Como pode ser?

O boneco amarelo diz que não entende como é possível estar sentado em casa e ao mesmo tempo estar na tela.

Você não é você!

Você não é você!

Colin explica que aquele é seu eu digital, controlado por seu eu real.

Digital...

Digital…

Eles seguem discutindo sobre o que é ser real, até que o boneco vermelho pergunta o que é possivel se fazer no mundo digital.

O que podemos fazer?

O que podemos fazer?

É possivel notar o desenho do palhaço do primeiro video e a imagem de Gilbert, o globo próximos do boneco, após alguns segundos Colin finalmente responde que no mundo digital, há apenas três coisas para se fazer.

Três coisas.

Três coisas.

Ele então define a primeira coisas como um gráfico de pizza.

Grafico.

Grafico.

Representando todo o conhecimento que você pode adquirir na internet, as informações uteis que podemos encontrar o que podemos aprender.

Estilo digital.

Estilo digital.

A segunda coisa é o estilo digital, são as redes sociais, os contatos sociais, conhecer pessoas novas e reencontrar pessoas antigas, saber o que elas fazem, etc.

Dança digital.

Dança digital.

E uma dança digital que representa a diversão, jogos, interações, vídeos, musicas e qualquer forma de entretenimento da qual se possa tirar proveito na internet.

Mais graficos.

Mais graficos.

As portas continuam se abrindo e nós vemos mais gráficos.

Estilo.

Estilo.

Mais estilo

Diversão.

Diversão.

Mas nem tanta diversão

Nada.

Nada.

E então o que antes era conhecimento se torna nada, você não sabe qual fonte é confiavel e qual não é, o que é conhecimento util e o que é futilidade.

Nada!

Nada!

O que antes era conhecimento se tornou nada.

Estranho.

Estranho.

O estilo também se deteriora, se torna uma coisa estranha, aparencias bizarras, coisas que as pessoas fazem apenas para postar em suas redes sociais para conseguir algum nivel de status social online de que não só não necessitam, como as vezes lhes fazem mal.

Diversão.

Diversão.

E a diversão começa a se tornar algo deturpado, estranho, as pessoas podem expor certos desejos e comportamentos bizarros por uma aparente diversão.

DHMIS42

NADA!

Já não resta nenhum conhecimento, mas vemos novamente o desenho do palhaço feito no primeiro video.

Estilo.

Estilo.

A imagem do estilo já está deformada.

Diversão?

Diversão?

E onde havia diversão agora vemos propagandas como a caixa de aveia dançante e tudo se transformando em glitchs.

Mentes.

Mentes.

Vemos então que o boneco vermelho está sozinho em sua sala olhando para seu computador, e seus amigos o boneco amarelo e o verde estão com seus cérebros ligados ao computador, sendo controlados por ele, ao fundo também é possivel ver Roy, o pai do boneco amarelo, escondido na escuridão.

Cabo...

Cabo…

Finalmente o boneco vermelho decide acabar com aquilo, as figuras na tela olham pra ele, e há uma tigela de aveia em sua mesa, ele tenta seguir o cabo de força do computador.

Glitchs...

Glitchs…

A diversão foi toda substituida por glitchs,bugs e coisas bizarras.

Sozinho.

Sozinho.

O boneco vermelho ainda está sozinho, mas os olhos no tapete continuam o observando assim como o pai do boneco amarelo.

Fugindo...

Fugindo…

Ele finalmente encontra a origem do cabo, uma porta que deve levá-lo até algum outro lugar.

Quarta parede.

Quarta parede.

Ao passar pela porta ele encontra um estudio onde esta sendo filmada sua série, ele e seus amigos substituidos por um pato real, um balão e um esfregão e o cabo de força vai até a câmera que filma a cena.

Aveia.

Aveia.

Ainda é 19 de junho e há uma caixa de aveia na mesa, um assistente de palco vestido de branco controla os movimentos de todos.

Claquete.

Corta.

Outro assistente de palco entra na sala para cortar a cena.

E então...

E então…

É o choque de realidade, o boneco vermelho percebe o que é o mundo real, ele percebe que era um mero personagem, e então…

Mindblow.

Mindblown.

Sua cabeça explode… Literalmente…

Bom, sobre o que fala o video então?

Sobre isso… Temos uma enorme ferramenta que nos oferece portas para coisas incriveis, mas apenas se soubermos usar, qual é a maior coisa do mundo? Essa era a pergunta inicial, e ela nunca foi respondida, ao invés disso, os personagens se depararam com diversas coisas mais interessantes para se pensar, e o objetivo original nunca foi atingido.

A maior coisa do mundo deve ser a própria internet?

O boneco vermelho percebeu que na internet ele é apenas um personagem de uma história muito maior.

A série toda trata sobre a midia infantil, e este episódio, não poderia ser diferente, ele trata de como é a internet para as crianças, e mesmo para as pessoas mais velhas, o que acontece quando nos expomos a um mundo infindavel com uma infinidade de possibilidade, mas onde informações uteis se tornam nada, estilo se tornam mentiras e diversão se torna algo prejudicial?


 

Algumas curiosiadades:

O bloco de notas do primeiro video é conhecido pelos fãs como Paige, mas seu nome não foi oficialmente revelado, diferente dos demais professores.

O relógio se chama Tony, a borboleta Shrignold e o computador Colin.

Se teorizou que o nome do pai do boneco amarelo é Roy devido a letra ‘R’ em suas roupas e o fato de seu nome aparecer nos créditos de agradecimentos deste e do terceiro vídeo.

Os personagens também não possuem nomes oficialmente, mas os fãs chamam o boneco amarelo de Manny, o vermelho de Harry ou Hairy e o boneco verde de Robin.

Episódios.

Episódios.

Durante a campanha do kickstarter essa foi uma das imagens mostradas, uma teoria dos fãs era que cada cor representaria um dos personagens, e de fato o terceiro vídeo foi focado no boneco amarelo, e o quarto no boneco vermelho, o que significa que provavelmente o quinto vídeo será focado no boneco verde, ficamos no aguardo – Na verdade nós já sabemos que essa teoria esta certa, já que esse artigo está sendo todo reescrito, e por tanto, o quinto vídeo já foi lançado, mas falaremos dele num artigo próprio.

Bom é isso ai galera, até a próxima e não se esqueçam…

Sejam criativos!!!

E afinal… Qual a maior coisa do mundo?

Comentários

Comentários!