amor

O avião se move tranquilamente pelo céu, cortando as nuvens rapidamente, sentado, com a cabeça encostada na janela o deputado pensa.

Jair – Bicha maldita!

Em outro assento distante o outro deputado, este de cabelo mais comprido aperta com força o braço do assento e pensa consigo mesmo.

Jean – Torturador de merda!

O avião seguia tranquilamente sua rota, quando de repente uma turbulência.

Esse artigo foi postado originalmente na data de 5 de Fevereiro de 2015, mas teve de ser repostado devido a infelizes circunstancias envolvendo maquinas do tempo e hipopótamos mancos com dor de dente.

Olá jovens dobradores, como vão vocês hoje?

Hoje quero falar de um desenho que fez parte da minha adolescência, Avatar, na verdade de sua sequencia, Avatar: The Legend of Korra, e seu final fantástico.

Claro, antes de começar, é bom avisar:

Spoiler Alert!

Spoiler Alert!

Vamos lá…

A Lenda de Korra se passa alguns anos no futuro de Avatar: A Lenda de Aang, e fala sobre sua reencarnação, a Avatar Korra, está:

Korra!

Korra!

Eu amo essa garota!

Venho por intermédio dessa, (devido ao fato de que indiretas no face são algo muito mainstream), falar da traição… Isso pois a traição que me aflige não pode ser mencionada de forma simples, por que um outro homem que eu confiava, que eu considerava meu amigo e confidente, meu aliado e meu parceiro, não era meu brother, todas as vezes que nos abraçamos nus e fizemos promessas de lutarmos juntos contra um exercito de trolls nada valeram, não quando o assunto se tornou Layla!

Traidor!

Hoje falarei do vermelho, é a cor do sangue, a cor do amor, a cor da vida!

O vermelho se trata de uma das três cores primárias, também é conhecido como encarnado ou escarlate.

Um dos sentimentos que ligamos a essa cor é o amor, e é dele que vou falar hoje!

Você é capaz de amar qualquer coisa, sua família, seus amigos, ou um parceiro, e eu amei alguém, seu nome era Layla, ela me deixou de joelhos, eu fiquei implorando, mas ela não acalmou minha mente preocupada.

Oh como eu amava aquela garota, tão meiga e sensível, que eu poderia passar dias a abraçando apenas dizendo que tudo ficaria bem, o amor é assim mesmo, você adora uma pessoa, mas as vezes ela não sente o mesmo por você!